Quarta-feira, 30 de Abril de 2008
capitulo 3
Na festa:
A festa tava super animada os gémeos trataram da música e das luzes aquilo parecia ter sido feito por profissionais. Tava toda a gente a dançar ou a namorar a Hikaro e o Ricardo já estavam enrolados aos beijos dês do inicio da festa e o Pedro e a Bia também.
Duarte – quem diria o meu irmão apaixonado pela Bia olha para aquilo pare-se que tão colados (risos)
Eu – e não são só aqueles dois que parecem que tão colados já viste bem a Hikaro e o Ricardo.
Duarte – pois. Olha quem acabou de chegar!
Eu – quem? (olhei para a porta)
Duarte – é a Cármen e vem com mais dois gajos. Quem são eles sabes?
Eu – não mas vou descobrir bora! (e agarrei no braço dele e levei-o até lá)
Cármen – oi
Eu e Duarte – oi tudo bem?
Cármen – ya e com vocês?
Duarte – melhor dês que chegaste. (disse entre os dentes)
Eu – bem (Disse dando uma cotovelada ao Duarte)
Duarte – tão que são estes gajos? (disse o Duarte com cara de quem os quer matar)
Cármen – são os meus primos eles são alemães mas sabem falar português eles vieram para cá num intercambio vão cá passar as férias e o próximo ano lectivo.
E fomos nos sentar ao pé da piscina
Duarte – queres dançar Cármen?
Cármen – sim pede ser! (disse super corada)
Eles foram dançar e passado um bocado já estavam aos beijos. Deixaram-me sozinha com os primos da Cármen. Que poso garantir que eram muito giros um tinha rastas tinha uma t-shirt branca (xxl) e boné a condizer, calças de ganga (xxl) (que para ser sincera lhe ficavam a matar porque é magro) e ténis brancos e o outro tinha o cabelo preto com madeixas brancas todo em pé parecia um espanador, ao contrario do outro rapaz este tinha uma camisola preta (s) e umas calças de ganga (s) e uns ténis brancos.
Eu fiquei um bocado atrapalhada mas meti logo conversa com eles não ia ficar ali parada a olhar.
Eu – então como se chamam?
Rap. das rastas – o meu nome é Tom e este é o meu irmão gémeo o Bill (aponta para o rapaz com o cabelo tipo um espanador)
eu– o quê? Gémeos não gozem!
Bill – nós não tamos a gozar! Mas não te preocupes nós sabemos que somos muito diferentes. (fiquei com cara de parva a olhar para eles)  
Tom – E esta rapariga tão bonita têm nome?
Eu – o meu nome é Rose. (disse muito envergonhada)
Bill – tão onde moras?
Eu – eu moro ali à frente ao lado da casa da vossa prima e vocês tão em casa dela né?
Bill – não. Nós vamos murar para a casa à frente da dela (tom interrompe o irmão)
Tom – nós ainda não sabemos qual é porque mal saímos do aeroporto viemos logo para aqui!
Eu – oh! Tou a ver, mas se vocês vão morar para a casa a frente da, da Cármen isso quer dizer que vão morar ali na casa ao lado!
Tom – ya pois é!
De repente vi que a Angela e chamei-a para o pé de nós
Angela – oi tudo bem?
Eu – ya e contigo?
Angela – também.
Eu – estes são os primos da Cármen, o Tom e o Bill. (apontei para eles)
Tom e Bill em coro – oi
O Bill fica pasmado a olhar para a Angela
Tom – Bill convida-a para dançar não fiques ai parado a olhar para ela (disse em alemão logo eu e a Angela não percebemos)
Bill – a Angela queres dançar? (disse meio atrapalhado)
Angela – ya claro! (disse completamente vermelha)
Como era de esperar passado um bocado começaram aos beijos
Tom – bem queres vir dar uma volta?
Eu – ok!
O tom levou-me para um canto do jardim da casa dos gémeos só lá estávamos os dois, o Tom abraça-me e beija-me.
- (Ele beija mesmo bem) pensei mas empurrei-o
Eu – o que foi isto?
Tom – um beijo porque não gostaste?!
Eu – não e isso é que acabamos de nos conhecer
Tom – mas eu gosto de ti!
Eu – como sabes? Quer dizer acabamos mesmo agora de nos conhecer!
Tom – a minha prima fala-me muito de ti e nas ultimas ferias quando ela foi lá à Alemanha. Ela mostrou-me umas fotos tuas e deixou-me ficar com elas (tira umas fotos do bolso) ela falou-me tanto de ti que fiquei apaixonado quando te vi nas fotos e agora na festa quando vieste ter com nosco mal entramos na festa eu tava com o coração a cem à hora.
 – Então era para isso e que ela queria tanto umas fotos minhas para levar para a Alemanha! (pensei eu)
Eu – Tom não é que não sinta nada por ti mas é que eu não me cinto preparada percebes? – O que raio e que tou praqui a dizer (pensei)
Tom – sim ok! Mas eu vou lutar por ti!
Eu – a sério!
Tom – podes ter a certeza disso!
Viro-me para ir a procura da Hikaro para irmos para casa mas quando me tava a ir embora o Tom agarra-me pelo braço
Tom – onde vais?
Eu – vou a procura da Hikaro é melhor irmos para casa já esta a ficar tarde
Tom – não vás já embora por favor fica mais um bocado aqui comigo na festa (fez um olhar de cachorrinho abandonado)
Eu – ei!!! Esse truque é meu ó macaco de imitação (empurrei-o na brincadeira)
Tom – a sério! (fez um olhar sexy enquanto mexia no pircing que tem o lábio)
E começamos a discutir na brincadeira passado um bocado começa a tocar uma daquelas músicas que são para se dançar bem agarradinhos e nós tavamos ao pé da piscina.
Tom – queres dançar? (diz agarrando-me na cintura e puxando-me para si)
Eu – um vou pensar no teu caso. (disse piscando-lhe o olho) se me conseguires apanhar
Comecei a correr e ele veio a traz de mim quando eu pensava que o tinha despistado ele apanha-me por traz.
Tom – apanhei-te! (começa a dar-me beijos no pescoço)
Eu – para com isso! – Não, não pares ta a saber tão bem (pensei)
Tom – e se não quiser para (disse com ar maroto enquanto contunuava a beijar-me o pescoço)
Eu (pensei) – então não pares. Ai eu não vou conseguir resistir mais omg!
Os beijos do Tom foram subindo até que chegaram a minha boca não consegui resistir mais e começamos aos beijos. Ele beija tão bem e aquele pircing frio fica ali mesmo bem. Os beijos dele eram rebeldes e suaves passado um bocado ele parou de me beijar e ficou a olhar me nos olhos aqueles olhos castanhos lindos bem fixos nos meus.
Tom – tão ainda me vais continuar a fugir depois disto? (disse com um olhar sexy)
Eu (pensei) – omg se ele continuar assim tão irresistível não sei se vou consegui aguentar.
Eu – eu não ando a fugir! Tou só a brincar com tigo. (e dou-lhe um beijo no canto da boca)
Saí do pé dele e fui à procura da Hikaro agora tava na altura de ir mesmo para casa. O Tom ficou no jardim com cara de parvo a olhar para mim xD.
Fui perguntar a umas amigas minhas se a tinham visto mas ninguém sabia dela nem do Ricardo logo percebi que deviam tar juntos num sítio mais “sossegado”.
Então decidi ir para casa mas quando tava a ir em direcção a casa o Tom apanha-me de surpresa e encosta-me ao muro de casa da Cármen.
Tom – tão ias-te embora e nem te despedias de mim! (olhar de cachorrinho abandonado)
Eu – não me olhes assim!
Tom – por que? (fez um olhar sexy enquanto mexia no pircing)
Eu – porque… porque… oh Tom amanhã falamos! (empurrei-o e continuei a andar para casa que era mesmo a do lado)
Então o Tom agarra-me pela cintura e vira-me para ele
Tom – e como é que amanhã nos encontramos se não me deste o teu número.
Trocamos os números e o tom ia em direcção a casa dele quando eu me ponho a frente dele e o beijo.
Eu – este é para compensar o primeiro que me deste.
O Tom ficou a olhar para mim
Eu – amanhã fico à espera de notícias tuas (disse-lhe ao ouvido)
Fui para casa e vesti o pijama (mini-calções e t-shirt) deitei-me e como tava muito cansada adormeci.
Nesse momento na festa o Bill e a Angela tavam a um canto a curtir quando o Bill para.
Angela – o que foi? Que se passa? (faz-lhe festinhas no cabelo)
 Bill – nada e só que… Angela…
Angela – sim… diz
Bill – bem Angela queres namorar comigo? Eu sei que nos acabamos de conhecer mas tu és especial para mim e…
Ele não conseguiu acabar pois a Angela beijou-o
Angela – não precisas de dizer mais nada a minha resposta é sim
O Bill tava tão feliz que só lhe apetecia gritar beijou-a e depois Angela olhou para as horas
Angela – Oh meu deus já é tão tarde tenho de me ir embora
Bill – pois tens razão. Eu levo-te até casa
O Bill levou-a a casa e deu-lhe um beijo de despedida.

sinto-me: super canxada
oiço: nenhuma


.mais sobre nós
.pesquisar
 
.Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. cap 5 depois de uma noite

. será que o tom é mesmo as...

. cap 4 depois de uma noite

. cap 3 depois de uma noite

. depois de uma noite cap2

. cap 1 depois de uma noite

. inicio fanfic.

. obrigada

. cap39- fim

. capº38

.arquivos

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO
.subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub