Quinta-feira, 8 de Maio de 2008
capitulo 11 "umas férias inesqueciveis"

 

Casa dos gémeos Kaulitz:
Conversa a sussurrar:
Eu – Mati não entres já!
Mati – porquê?
Eu – porque assim também pregas uma surpresa ao Bill.
Tom – e eu quero ver a reacção da Angela. (brincalhão)
Mati – nunca mudas (revira os olhos).
Entramos na sala o Bill e a Angela estavam a ver um filme.
Tom – então a noite foi boa? (ar perverso)
Angela – a melhor da minha vida!
Eu – ui! Ui! Tou a ver que isso prometeu.
Bill – porque tas com inveja?
Tom – não sejas parvo! (abraçou-me) ela tem aqui o Sex Got só para ela e ia estar com inveja disso (aponta para o irmão)
Bill - -,-‘
O Fred entra na sala e dá-me a minha mala que eu tinha deixado no carro do Tom.
Fred – esqueceste-te disto no carro.
Eu – bigada! És o meu anjo da guarda (dou-lhe um beijinho na cara)
Tom – então o que é que eu sou? (voz fofinha)
Eu (abraço-o) – tu és o meu deus! (beijo)
Quando beijei o Tom fiz sinal para a Mati entrar
Mati – ui! Tanto mel!
O Bill levantou-se num pulo
Bill – MATI!!!!!!!!!!!!! (abraçou-a e pois se a andar ás voltas com ela)
Mati – ficas 3 dias sem me ver e já fezes este filme todo! =)
A Angela olhava de uma maneira para a Mati como se a quisesse matar. O Bill reparou nisso então pousou-a
Bill – Angela esta é a minha irmã mais nova.
Angela (o olhar mortífero mudou para um sorriso) ah! Olá como te chamas?
Mati – Matilde mas trata-me por Mati!
Angela – ok!
Bill – Mati onde é que vais ficar é que nós já não temos mais quartos vazios cá em casa!
Mati – pois… não sei…xD
Angela – se quiseres podes ficar em minha casa! Eu tenho um quarto que não uso.
Mati – a sério?
Angela – sim claro!
Mati – danke! (abraçou-a)
Angela – bom vamos masé levar as coisas lá para casa (chega-se ao pé do Fred) fredezinho sê um fofo e ajuda-nos a levar as coisas da Mati lá para casa.
Fred – ta eu ajudo-te!
Angela – adoro-te anjinho da guarda! (dá-lhe um beijinho na cara e abraça-o)
 Eu (largo o Tom e agarro-me ao Fred) – hei! Ele é o meu anjo da guardo não o teu!
Angela – não, não ele é só meu! (a Mati e o Tom só riam o Bill por outro lado tava com um ataque de ciúmes)
Fred – tenham calma meninas que eu chego para as duas!
Bill (a sussurrar em alemão) – Tom quem é este gajo?
Tom (em alemão) – o irmão mais novo da Rose!
Bill (em alemão) – e porque é que ele está agarrado à Angela?
Tom (em alemão) – 1º ela é que está agarrada a ela, 2º isso vais ter de lhe perguntar e 3º não é preciso tares com ciúmes do Fred.
O Bill continuava com aquela cara de quem quer matar o Fred
 Eu – Bill este é o meu maninho mais novo. O nome dele é Frederico
Fred – mas trata-me por Fred. Bill escusas de tar com essa cara de quem me vai matar porque eu e a Angela somos só amigos.
Angela – Oh Bill! (abraça-o) tu sabes que te amo. O Fred é como um irmão para mim. (vai a beija-lo mas ele vira a cara e leva-a para a cozinha para poderem falar mais à vontade)
O Tom tava para ir atrás deles mas eu impedi-o
Eu – Tom deixa-os falar a sós. (olhei-o nos olhos)
Tom – Rose eu conheço o meu irmão (ar sério) tenho de o impedir…
Eu (interrompi-o) – Tom. Eles precisão de falar a sós. (ar sério) está bem que é só uma cena de ciúmes mas mesmo assim deixa ser a Angela a falar com ele.
Tom – mas… (pus-lhe o dedo indicador na boca para o calar)
Eu – a Angela pode ser desastrada, distraída e muitas outras coisas, mas quando quer sabe o que faz. E de uma coisa eu te garanto ela não vai deixar que uma cena de ciúmes acabe com a sua relação com o Bill.
Tom – mas Rose… (desta vez foi a Mati que o interrompeu)
Mati – oh Tom! Deixa lá o Bill tratar dos seus assuntos que ela já é bem crescidinho
Tom – Mati! Tu também?! (cara super cómica) quer dizer 1º é a minha namorada e agora até a minha maninha está contra mim! (risos)
Mati/eu – oh! (olhamos uma para a outra) tadinho do nosso Tominho! (risos) (abraçamo-lo)
Mati – bom e se fosse-mos por as minhas coisas em casa da Angela?
Tom – ok! Mas acho que te estás a esquecer de um pequenino pormenor.
Mati – qual?
Tom – como é que entramos em casa da Angela sem chaves?
Eu – mas quem é que te disse que não temos chaves. (tiro da minha mala a copia das chaves de casa da Angela e mostro as ao Tom)
Fred - como…
Eu – oh Fred por amor de deus tu sabes como é a Angela. Distraída como ela é está sempre a esquecer-se das chaves em casa por isso eu fiquei com uma cópia (o Fred olhou para mim com uma cara de “pois”)
Levamos as coisas para casa dela
Mati – Rose sabes qual vai ser o meu quarto?
Eu – sim ( dirigia para o quarto que era mesmo à frente do da Angela) deve ser este. Queres ajuda para organizares as coisas?
Mati – sim bitte!
Eu – TOM, FRED!!!!!!!!!!!!!!!!!! Tragam as coisas da Mati para aqui bitte
Eles trouxeram as coisas dela para o quarto.
Mati – danke, e desculpem lá a massada! xD
Eu – não sejas tonta!
Fred – não é massada nenhuma! E alem disso eu é que te tenho de agradecer! (eu olhei tipo chocada para o meu irmão) pois porque se tu não tivesses aparecido eu tinha de ficar a fazer de velinha.
Eu – (de maneira a que apenas o Fred ouvisse) o que tu queres sei eu!
Tom – bom enquanto vocês arrumam as coisas da Mati no lugar nós vamos tratar de umas cenas.
Eu/Mati – que cenas?
Fred – são coisas nossas!
Saíram. Enquanto isso eu e a Mati arrumávamos as coisas dela.
 

sinto-me: estranha


Quarta-feira, 7 de Maio de 2008
capitulo 10 "umas férias inesqueciveis"
No dia seguinte:
Acordei vesti os mini-calções de ganga e o top preto e vermelho, desci para vir tomar o pequeno almoço. Na cozinha já lá tava o Fred a tomar o pequeno almoço.
Fred – bom dia maninha! 
Eu – Bom dia!
Fred – já me tinha esquecido da tua energia logo de manhã!
Eu – lol
Comi a habitual tigela de cereais. Entretanto batem à porta
Tom – bom dia liebe! (beijo)
Eu – bom dia!
O Fred saio da cozinha.
Fred – bom visto que já chegaste… vamos?
Eu – ya! Deixa-me só ir buscar a mala lá a cima.
Subi as escadas num instante, peguei na minha mala e lá fomos nós no carro do tom para o aeroporto.
Aeroporto:
Hikaro – Rose! Pensei que já não te vinhas despedir de nós!
Eu – deves achar deves. Eu ia mesmo deixar a minha prima ir para nova York sem primeiro me despedir dela ;P (abraçamo-nos) toma bem conta dela por mim Ricardo.
Ricardo – tá descansada (levantou a mão como se tivesse na tropa) (risos)
Voz – passageiros com voo com destino a New York é favor dirigirem-se para o avião
Eu – vá tá na hora! (abracei-os) façam boa viagem!
Hikaro/ Ricardo – xau!
Foram para o avião. Tavamos a ir em direcção à saída do aeroporto quando.
Rapariga – TOM!!!!!!!!!!!
Nós viramo-nos e vemos uma miúda a vir em direcção a nós e a abraçar o Tom.
Eu (pensei) – hei! Quem é que esta miúda pensa que é para se estar a agarrar assim ao meu namorado?
Tom – Mati?? (afasta a rapariga e olha para ela) Mati!!!!! (agora é ele que a abraça) Pensava que só vinhas em Julho!!
Suposta Mati – e ia deixar os meus dois maninhos a divertirem-se em Portugal e eu a apanhar uma seca na Alemanha. (largou os braços do tom)
Eu - ????????? (pensei – maninhos?)
Tom – hum… tou a ver. (o tom percebeu que eu não tava a pescar nada daquela conversa) Rose esta é a Matilde a minha irmã mais nova.
Eu – ah! Prazer em conhecer-te Matilde.
Matilde – trata-me por Mati! =)
Tom – bom Mati esta é a minha namorada a Rose
 Mati – O.O milagre!
Tom - -.-‘
Eu – mas será que toda a gente da tua família vai reagir assim quando tu dizes que eu sou a tua namorada?!
Mati - ????
Eu – é que o Bill teve exactamente a mesma reacção que tu.
Mati – ah! Então já sabes da história toda. Como é que vocês sabiam que eu chegava hoje? Não foi a mãe que te disse pois não?
Tom – não, não foi a mãe que nos disse. Sinceramente nós nem sabia-mos que tu vinhas hoje, eu pelo menos falo por mim eu pensava que só vinhas em Julho.
Mati – então o que estão aqui a fazer?
Tom – viemos despedir nos de uns amigos nossos que foram agora para NewYork.
Mati – hum.. tou a ver e o Bill não veio com vocês?
Eu – am… bem… digamos que o Bill tem coisas mais interessantes para fazer.
Mati – fogo fico 3 dias sem vos por a vista em cima e já há um montão de novidades para me contarem.
Eu – bom e se deixasse-mos a conversa para quando chegar-mos a casa. É que quanto a vocês não sei mas acho que a Mati não vai querer passar o seu primeiro dia em Portugal fechada no aeroporto.
Mati – vocês mas só tamos aqui nós os três não me digas que falo melhor português que tu. LOL
Eu (olho em volta) – mas onde raio é que se meteu o meu irmão
Tom (olha em volta)- olha tá ali no café.
Fomos ter com ele.
Eu – FREDERICO ALMEIDA! (deu um salto com o susto) porque é que desapareceste sem dizer nada a ninguém.
Fred – oh Rose! 1º tu não és a mãe e 2º eu avisei mas tu tavas mais entretida com o Tom do que a prestar atenção ao que eu digo.
Eu/Tom – -,-‘ (o Fred olha a Mati de alto a baixo ela cora)
Tom – Fred esta é que é a minha irmã mais nova a Mati.
Eu – então afinal só eu é que não sabia que o MEU namorado tem um irmã.
Tom – não és a única o Bill também ainda não contou à Angela.
Eu - --‘ bom vamos andando?!
O Fred e a Mati estiveram o caminho todo a brincar ao “toca e foge” com o olhar.

sinto-me: mt faladora


Segunda-feira, 5 de Maio de 2008
Capitulo 9

hoje sinto-me inspirada digamos que tou com um bom precentimento.

Há ja tenho um titulo para a fic vai chamar-se " umas férias inesqueciveis"

Angela – Tão conta lá novidades. Eu posso ser distraída mas tu e o Tom ai à coisa! (tom perverso)
Eu – Um… que ei de dizer… (ar de santinha)
Angela – conta já tudo! (pensei – ok aquilo foi uma ordem)
Eu – bom eu e o Tom namoramos.
Angela – eu sabia! (sorri)
Voltamos para o pé do Tom e do Fred. O Fred olhou para mim com uma cara de “eu sabia!” presumi que tivesse sido o Tom a contar-lhe sobre o nosso namoro. De repente o telemóvel da Angela toca.
Eu – tão o que é que a mensagem diz?
Angela – como sabes que recebi uma mensagem?! (ar desconfiado)
Eu - --‘ porque tu não mudas de toque de mensagem à 2 anos!
Angela – xD pois! A mensagem diz que é para eu ir ter à recepção do hotel Vanelfia.
Fred – então do que tas à espera vai para lá agora!
Angela – não sei… mas porque queres que vá lá?! (pensei – ups queres ver que ela ainda vai acabar por descobrir antes de tempo) Tom tens alguma coisa a ver com isto?
O Tom estava fixado em mim, dei-lhe uma cotovelada debaixo da mesa para ele acordar
Tom – hã? Ah! Não, não sei de nada.
Ainda tive um bocado a convence-la a ir lá ter
Na recepção do hotel Vanelfia
   A Angela mostrou a mensagem à rapariga que tava na recepção e esta deu-lhe uma carta
**carta**
Vai ao sitio mais alto do hotel para encontrares a 3º pista.
**fim da carta**
Angela – desculpe pode dizer-me qual é o sitio mais alto do hotel?  
Rap. Da recepção – O terraço! Menina.
Angela – obrigada.
A Angela subiu até ao terraço ela estava um bocado desconfiada mas também estava muito curiosa por isso nem pensava em quem é que lhe teria enviado estas pistas. Chegou ao terraço, bem lá no meio estava um ramo de rosas pretas e vermelhas com um envelope.
**envelope**
Esta chave abre a porta do quarto 482 deste hotel
**fim**
Dentro do envelope estava uma chave. A Angela foi até ao quarto abriu a porta e entrou. O quarto estava apenas iluminado por velas e em cima da cama tava um peluche com uma fotografia dela com o Bill tirada nessa manhã na praia, ela virou a foto ao contrario e leu a mensagem que tinha atrás
** mensagem**
Tas preparada?
**fim da mensagem**
De repente Angela sente uns braços a envolverem a sua cintura ela vira-se.
Angela – Bill não acredito que fizeste isto tudo só para mim! (olhar radiante)(O Bill corou) mas como sabias que adoro estas coisas?
Bill – a Rose ajudou-me (beijaram-se)
Depois disso só eles sabem o que aconteceu lá dentro.
Nesse momento no bar Devish
Eu – ai quem me dera a mim ser uma mosquinha para ver como as coisas tão a correr! =P
Tom – ai não, não querias tas muito melhor aqui comigo! (beija-me)
Eu – e não és mesmo nada convencido!
Fred – bom eu vou andando. Já ta a ficar tarde e não me apetece fazer de vela! (levantou-se)
Eu – eu também vou contigo já ta a ficar tarde e eu amanhã quero ir despedir-me da Hikaro e do Ricardo ao aeroporto.
Tom – (faz beicinho) ok eu levo-te a casa.
Voltamos para casa eu despedi-me do Tom e entrei em casa.
Fred – então maninha já soube da novidade! Finalmente é oficial!
Eu – xD
Fred - agora mudando de assunto
Sentou-se no sofá eu sentei-me á frente dele no sofá de pernas cruzadas.
Fred – tão fico um ano sem te por a vista em cima quero saber de tudo o que se passou a começar pelo dia em que saí de casa!
Eu – ok eu conto-te tudo! (suspiro) mas com uma condição!
Fred – qual?
Eu – vais contarme como correu este ano no estrangeiro, para onde foste, como está o pai e o que andaste a fazer! (olhar perverso)
Fred – ok! Combinado!
Eu – bom tão foi assim: passado uma semana de tu e o ai terem partido a mãe arranjou um namorado e 2 semanas depois de terem começado a namorar ele vaio mais a filha viver lá para casa… (contei-lhe o mesmo que ao Tom, incluindo o que se passou com o Mark)
Fred – bem se eu apanho esse gajo! (olhar de fúria) nem sei o que lhe faço!
Eu – mas agora já passou! (sorri) agora tenho o Tom.
Fred – mana escreve o que te digo se o Tom alguma vez te magoar ele nem vai saber de que mundo é que veio! (risos)
Eu – agora é a tua vez!
Fred - --‘ pois.
Eu – vá Fred eu já contei agora és tu foi o combinado! =P
Fred – tão vamos lá começar: a experiência no estrangeiro foi óptima viajei por quase toda a Europa! (olhar radiante) ah! E já me esquecia trouxe-te um presente de cada pais que visitei, também trouxe para a Angela!
Eu – à ok! mas depois vemos isso agora quero saber as coisas que aconteceram contigo neste ano.
Fred – ok eu continuo: o pai está óptimo e vai passar por cá na semana que vem. Ele tem cá umas quantas reuniões e disse-me que ia aproveitar para te ver.
Eu – óptimo! Agora o que andas-te a fazer? (ar perverso)
Fred – isso agora! ;P
Eu – xD já percebi tudo! Aprendes-te muitas línguas?
Fred – nem por isso. Eu só aprendi a falar melhor francês, inglês, espanhol e ah! Aprendi alemão.
Eu – a sério vais ter que me ensinar =D
Fred – eu?! Pra quê?! Tu tens o teu namoradinho!
Eu – pois! xD
O Fred olhou para o relógio.
Fred – e já é tão tarde!
Eu (olho também) – bom é melhor irmos dormir porque se não amanhã não chegamos ao aeroporto a tempo de nos despedir-mos deles!
Fomos nos deitar o Fred ficou no quarto a Hikaro pois ela tinha ido dormir a casa do Ricardo para de manhã seguirem logo para o aeroporto.

oiço: everitime
sinto-me: inspirada


capitulo 8
Tom – já falas-te com o Fred sobre o Bill e a Angela? (enquanto dançava-mos)
Eu – já!
Tom – e ele…
Eu – alinhou
TOM – boa agora só falta o Bill aparecer!
Eu – fala-se no diabo… olha para a porta.
Tom – bora lá ter com ele!
Fomos para fora do bar com o Bill para não corrermos o risco de a Angela o ver.
Bill – então vão ajudar-me? (ar preocupado)
Eu /Tom – (olhamos um para o outro) claro!
Eu – tão como vamos fazer? E qual vai ser o local final para ela ir ter?
Bill – o local vai ser o quarto 482 do Hotel Vanelfia. Só não sei é como faze-la ir lá ter =(
Eu – mas isso é fácil mandamos-lhe um sms do móvel do Tom para ela ir ter à recepção do Hotel para receber a primeira pista.
Tom – porquê do meu móvel? Pode ser do, do Bill!!!
Eu – não, não pode!
Tom – porquê? (fez uma voz super fofa)
Eu – porque ela já tem o número do Bill e assim ia logo saber que era ele!
Tom – --‘pois tou a ver
Bill – e se ela pensar que é alguém a gozar com ela ou pensar que é para lhe fazerem algo de mal (disse super triste)
Cheguei-me ao pé dele.
Eu – se lhe vai acontecer algo ou não isso é contigo (ar perverso) mas para a convencer não á ninguém que o consiga o faça melhor do que eu e no que depender de mim nem que a arraste pelos cabelos mas ela vai ter contigo ao Hotel!
O Bill pega-me ao colo e começa a andar ás voltas comigo.
Bill – danke! Danke! Danke! Não sei o que seria de mim sem ti! (dá-me um beijinho na cara)
Tom – hei! Bill larga já a minha namorada que tu tens a tua!
O Bill largou-me e ficou com cara de parvo a olhar para o Tom
 Bill – O.O Eu tou a ouvir bem?!
Tom – sim! Tas a ouvir bem eu e a Rose namoramos (abraçou-me) Eu amo-a (olhou-me ternamente)
Bill – O.O
Eu – que se passa Bill por que ficas-te com essa cara?
Bill – O.O deixa-me recuperar do choque! É que caso não saibas tu és a primeira rapariga que ele diz que ama! E pela maneira como o diz eu te garanto que é verdade pois ainda está para nascer a pessoa que o conheça melhor que eu! (risos meus) então é por isto que andas…
Tom – Oh maninho deixa-te de conversas fiadas e vamos masé tratar de ti e da Angela (disse interrompendo o irmão)
EU – pois bora lá! Tão Bill dá-me o teu móvel e Tom tu também!
Bill – para quê?
Eu – queres fazer as coisas bem feitas ou não?
Bill – ok! Ok! Tu é que sabes!
Peguei nos telemóveis deles e troquei-lhes os cartões.
Tom /Bill –?????????
Eu – bom já está! A primeira parte pronta agora só tens de mandar a mensagem à Angela quando nós estivermos com ela.
Bill – tão para que trocaste os cartões?
Eu – para ela não desconfiar de nada!
Tom – à já percebi é que quando ela receber a mensagem e vir que é um número desconhecido vai logo pensar que eu tive algo haver com isto e para ela não desconfiar mostro lhe o telemóvel né?!
Eu – Ya! É isso mesmo!
Bill – ok a primeira parte já esta mas agora como é que vamos fazer a segunda pista? =(
Eu – assim (tirei um caderno e uma caneta da minha mala)
Tom – como é que sabias que íamos precisar de papel e caneta?
Eu – Não sabia! Mas ando sempre com este caderno na mala =P
Tom – para quê?
Eu – isso é segredo e se te conta-se tinha que te matar! Bom tão Bill agora escreves no papel para ela ir ter… deixa-me ver… (pensativa)
Tom – que tal ao telhado?
Eu – ya! assim tá fixe. Tipo Bill deixas lá a chave com uma mensagem para ela ir ter ao quarto agora usa a tua imaginação para o fazeres como quiseres nós já te ajudamos no básico…
Tom – do resto tratas tu maninho. Agora nós vamos para dentro se não a Angela ainda dá pela nossa falta na pista de dança.
Bill (em alemão) – o que tu queres sei eu.
Eu – vá deixem-se lá de falar em alemão e vamos para dentro antes que dêem pela nossa falta. Bill daqui a 5 minutos manda a mensagem para a Angela.
Bill – ok!
Dei-lhe um beijinho na cara.
Eu – boa sorte. (pisquei-lhe o olho)
Eu e o Tom voltamos a entrar no bar e fomos ter com a Angela e o Fred. A Angela puxa-me à parte.

oiço: anda vem dançar tt
sinto-me: inspirada


Sábado, 3 de Maio de 2008
capitulo 7
Lá em baixo:
Angela – o que se passará lá em cima que eles nunca mais descem?
Fred – Até parece que não sabes!! (ar perverso)
Angela – Fred! Por amor de deus! Tas a falar da tua irmã achas que depois era capaz de fazer uma coisa dessas?!
Fred – eu sei to só a brincar!
Angela – vou lá em cima chama-los
Ela subiu as escadas e foi até ao meu quarto
Angela – Então vocês vem ou ficam?
Eu largo o Tom
Eu – Sim vamos! =)
Descemos as escadas e o telemóvel do Tom toca
Tom – Tou (…) ya esta aqui porque? (…) Tou a ver ok! Olha nós vamos agora para um bar aqui perto chama-se Devilish (…) ta ok xau! (…)
Eu – Tão vamos?!
Saímos tavamos a ir em direcção ao bar quando o Tom me chama à parte
Tom – Rose preciso da tua ajuda.
Eu – diz
Tom – o Bill quer fazer uma surpresa à Angela…
Eu (interrompi) – Que fixe o que é que tenho de fazer?
Tom – bem melhoraste depressa! (mordeu o lábio)
Eu – digamos que tive um bom tratamento =P! E gosto de fazer serviço de Cupido!
Tom – isso quer dizer que alinhas?!
Eu – claro (beijo)! Mas como vamos fazer?
Tom – isso ainda não sei mas o Bill vem cá ter ao bar para nos contar tudo. Temos é de nos certificar de que a Angela não o vê!
Entramos no bar. O bar era ao pé da praia, tinha um ambiente agradável, nós fomos sentar-nos numa mesa longe da porta para a Angela ter menos probabilidades de ver o Bill.
Angela – Vou buscar bebidas!
Tom – eu vou contigo! Que querem beber?
Eu – Caipirinha
Fred – Red Bull
Angela – ok! Nós já voltamos!
Foram ao balcão e eu aproveitei para contar ao meu irmão “quanto mais gente de confiança souber melhor”
Eu – Tão alinhas? (ansiosa)
Fred – hum… não sei…
Eu – oh! Vá lá maninho (fiz beicinho)
Fred – é claro que sim!
Eu – bigada! Bigada! Bigada! (abracei-o)
O Tom e a Angela voltaram com as bebidas.
Eu – bigada liebe! (beijei-o) vamos dançar?
TOM – ok!
Arrastei-o para longe do alcance da Angela e do Fred. Ele pôs as mãos na minha cintura e eu no pescoço dele.



capitulo 6
semti que tava a ser observada
Eu – Tom o que fazes aqui no meu quarto?
Tom – eu vinha ver se já tavas pronta e vinha falar contigo. (ele olhava-me de cima a baixo)
Eu – bom já viste que ainda não estou pronta por isso sai do meu quarto(emporreio para fora do quarto e fechei a porta)
Vesti o top branco com a mini-sia preta e fui abrir a porta o Tom tava encostado ao lado da porta quando a abri ele ficou a olhar para mim.
Tom – Bem... tu estás... linda
Eu – bigada (corei) querias falar comigo?
Tom – a ya! Olha o que se passou lá em baixo com a Angela e o Fred? Se o meu irmão sabe que a namorada dele anda a dar se assim com outros rapazes.
Eu – Tom Kaulitz o que raio tas a queres dizer com isso?! A Angela e o meu irmão não são nada mais do que amigos!!
Tom – eu não disse nada disso! Mas eu acho um bocado estranho!
Eu – um tou a ver entra eu conto-te a história toda.
Ele entrou e sentou-se na cadeira da minha secretária e eu fui me sentar na cama. Ele olhava para mim com uma cara muito séria nem parecia o mesmo Tom com quem eu tinham estado nos ultimos dois dias.
Tom – é que sabes eu e o meu irmão podemos ser muito diferentesum do outro mas somos muito unidos. E eu não o quero ver sofrer percebes?
Eu – cláro que sim por isso é que te vou contar a historia toda! Tão foi assim:
quando eramos pequenos eu, a Angela e o meu irmão estavamos sempre juntos porque ela não tem irmãos e nós eramos os unicos amigos dela. havia pessoas que pensavam que a Angela era minha irmã e do Fred, apesar de o Fred ser um ano mais novo que nós era ele que nos protegia e tava sempre lá quando percisavamos dele tanto nos bons como nos maus momentos por isso é que somos tão unidos e até ao ano passado nunca nos tinha-mos separado. Mas no ano passado os nossos pais separaram-se e tivemos de nos separar ele foi com o meu pai para o estrangeiro estudar e eu como já não conceguia aguentar o meu padrasto e a puta da minha *nova irmã* decidi vir para aqui viver e a Angela veio comigo quando cá chegamos compramos casa e a minha prima a Hikaro veio viver comigo e a Angela até ao mes passado teve a viver cá em casa mas decidio comprar casa para segundo ela *peder organizar melhor as suas coisas*.
Agora já percebes o porquê de tanta esteria da minha parte e da dela?
Tom – ya! É que no ano passado ouve uma miúda que andou com o meu irmão só por sexo e dinheiro, eu tentei faze-lo abrir os olhos em relação a ela mas ele não acreditou em mim =(e depois ficou super mal quando descobriu que ela lhe andava a por os cornos com outro gajo.
Eu – mas tá descansado que a Angela gosta demasiado do Bill para ser sequer capaz de pensar em pôr-lhe um par de cornos, mesmo que sejam dos pequenos, eu conheço-a e digo-te nunca a vi assim tão apaixonada =)
Tom - =) ainda bem! É que eu odeio ver o meu irmão a sofrer!
Eu – eu também sou assim com o meu irmão. Mas digo-te se fosse a minha *nova irmã* tava-me nas tintas!
Tom – mas o que se passou para tu detestares assim tanto essa miúda?
Eu – lembras-te de eu à bocado ter dito que as relações à distancia não resultam? (levantei-me e pus-me a andar pelo quarto)
Tom – sim lembro mas o que se passou? (olhou-me preocupado)
Eu olhei para o chão e depois olhei-o nos olhos as lágrimas já me estavam a vir aos olhos só de me lembrar do que tinha acontecido no ano passado.
Eu – aconteceu o seguinte: eu no ano passado tinha um namorado chamado Mark nós dávamo-nos super bem até os meus pais se separarem e o meu padrasto e a filha dele virem viver lá para casa. Eu nunca me dei bem com aquela miúda dês do momento em que ela entrou em minha casa que a minha vida estava um inferno era eu e a minha mãe a discutirmos pois a menina vera tinha conseguido dar-lhe a volta à cabeça e a minha mãe achava que eu é que era a má da fita e para piorar as coisas por causa dela comecei a perder amigos só a Angela acreditava em mim foi ela a única que nunca acreditou numa única palavra da vera e que sempre me defendeu (começo a chorar)
O Tom veio ter comigo e abraçou-me enquanto me fazia festinhas na cabeça sentia-me segura nos braços dele por isso continuei.
Eu – o pior de tudo foi quando um dia cheguei da escola e tava o Mark com a vera na cama fiquei completamente chocada as lágrimas escorriam pela minha cara era como se me estivessem a queimar sai de casa a correr e fui direitinha a casa da Angela ela nunca me pediu explicações o que ajudou imenso. Eu só lhe pedi para ela vir comigo para longe dali e ela teve a ideia de virmos viver para cá preparamos as coisas e saímos de lá desde estão que estamos a viver aqui e já fizemos um montão de amigos. Mas depois de ter visto o que vi criou-se uma espécie de barreira entre mim e os rapazes por isso é que te disse que não estava preparada. (continuava a chorar encostada ao ombro do tom, ele pegou-me na cabeça e limpou-me as lágrimas da cara)
Tom – pronto isso já passou (olhou-me ternamente)
Eu – Tom se não fosses tu eu nunca teria conseguido contar isto a ninguém. Tu és especial para mim, tu foste o único que conseguiu quebrar esta barreira (ele olhou-me nos olhos)
Tom – amo-te Rose! Nunca pensei em dizer isto a alguém mas amo-te e não te quero perder!
Eu olhei-o nos olhos ainda não acreditava que ele me tinha dito aquilo eu fixava os olhos dele enquanto saboreava as suas palavras e então percebi que sentia o mesmo.
Tom – rose…
Eu – sim?
Tom – queres namorar comigo?
Eu – (beijei-o) Claro! Mas promete-me que nunca me vais deixar!
Tom – prometo. Se dependesse de mim nem te largava.
Ficamos a beijar-nos, comecei a sentir as mãos dele debaixo da minha camisola.
Eu – Tom para. (afastei-o)
Tom – ok eu espero por ti! (beijamo-nos de novo)

oiço: reden
sinto-me: felix


Sexta-feira, 2 de Maio de 2008
capitulo 5
Eu – O.O não posso acreditar!!!
Era o meu irmão mais novo, nós já não nos víamos a algum tempo pois como eu tinha vindo viver para aqui e ele tinha ido estudar para o estrangeiro já não nos víamos à quase um ano. Assim que o vi saltei-lhe para os braços a abraça-lo e a dar-lhe beijinhos na cara. O Tom ficou a olhar de uma maneira para o meu irmão que parecia que o queria matar.
Eu – Tom este é o meu irmão mais novo o nome dele é Frederico mas nós tratamo-lo por Fred.
Tom – O.O ah! Não me tenhas dito que tinhas um irmão. (disse um bocado embaraçado)
Eu – também não perguntaste.
Tom – --‘
Eu – bom vamos para dentro?
Fred – ok (olhou para mim com uma cara de “tens muito para me contar”)
Tom – sendo assim vou para casa.
Eu – ai não, não vais! Tu ficas aqui comigo! (fiz beicinho)
O tom agarrou-me na cintura e beijou-me.
Tom – como queiras. (fez um olhar sedutor)
Dentro de casa:
Entramos e o Ricardo também lá estava cumprimentei-o
Eu – bom já vi que à novidades e ninguém mas conta (fiz um olhar de cachorrinho abandonado) (risos) Bom Tom este é o Ricardo e esta é a Hikaro.
Tom – oi!
Hikaro e Ricardo – oi 
O Fred puxou-me à parte.
Fred – tão maninha namorado novo?!
Eu – ainda não tive nenhum pedido oficial mas quem sabe?;)
Fred – eu conheço esse olhar! Tu tas apanhadinha né?!
Eu – xD
Voltamos para o pé do Tom, do Ricardo e da Hikaro.
Eu – ai! Já me ia esquecendo (bato com a mão na testa)
Tom/Fred/Hikaro/Ricardo –????
Eu – tenho de ligar à Angela. Ela ainda me mata por tu já cá tares e eu não a ter avisado!
Fred – i! a Angela já à bué que não a vejo liga-lhe lá!
Chamada:
Angela – tou
Eu – oi!
Angela – ah rose és tu! O que se passa?
Eu – nada de especial só achei que quisesses saber que o meu irmão tá cá!
Angela – o quê? O Fred já voltou do estrangeiro!?
Eu – ya!
Angela – vou já ai ter a tua casa! Küss xau.
Fim da chamada
Eu – então, agora vocês têm algo para me contar (olhei para a Hikaro e para o Ricardo enquanto me sentava ao lado do tom no sofá)
Hikaro – tenho 2 noticias para te dar (agarra na mão do Ricardo) queres primeiro a boa ou a má?
Eu – pode ser primeiro a boa (olho para o Tom) digamos que hoje tou bem disposta =P
Hikaro – eu e o Ricardo namoramos.
Eu – óptimo finalmente já não era sem tempo! (risos)
Hikaro – agora a má noticia. Amanhã vou-me embora para New York
Eu – mas isso não pode ser tão como é que vai ficar a tua relação com o Ricardo?! Acredita em mim as relações à distância não resultam!
Ricardo – eu sei é por isso que eu também vou! =D
Eu –? Tou a apanhar do ar
Hikaro – é assim hoje de manhã a minha mãe ligou-me a dizer que tinha conseguido entrar na universidade em New York. Fiquei super contente e fui contar ao Ricardo mas depois lembrei-me disso…
Ricardo – mas eu disse-lhe para ela não se preocupar que de uma maneira ou de outra eu ia com ela…
Hikaro – então ele ligou para um tio que tem em New York …
Ricardo – e o meu tio conhece o director da universidade para onde ela vai e conseguiu inscrever-me também lá =P
Eu – bem vocês andaram a treinar! (risos) e isso tudo numa tarde?!
Hikaro/ Ricardo – ya!
Eu – mas pêra ai se o ano só começa em Setembro por que é que vocês vão para lá já em Junho (sorriso maroto)
Ricardo – é para… (olhou desesperado para a Hikaro)
Hikaro – conhecermos melhor a cidade! (concluiu)
Eu – sim, sim contem-me historias que eu gosto –‘ o que vocês querem sei eu!
Hikaro/Ricardo – xD nós vamos andando temos de ir preparar as malas.
Foram buscar as malas da Hikaro que já tavam prontas e bazaram.
TRIMM…
Fred – deve ser a Angela vou abrir!
Levantou-se num pulo e foi abrir a porta.
Angela – FRED!!! / Fred – ANGELA!!!! (disseram assim que se viram e abraçaram-se)
Angela – bem à quanto tempo pá!!! (olha-o de alto a baixo) tu cresceste!
Fred – xD
Angela – oh Rose! Põe-te a pau que daqui a nada pensão que a mais nova és tu! (risos)
Eu – bom eu vou tomar um banhinho e depois bora todos para o novo bar que abriu como é que se chamava?
Angela – o Devilish?
Eu – ya esse mesmo bom eu já venho
Fui tomar benho quando voltei para o quarto tava de sotian e coecas a ver o que avia de vestir para ir sair quando semti que tava a ser observada

oiço: nenhuma
sinto-me:


Quinta-feira, 1 de Maio de 2008
capitulo 4
No dia seguinte:
Acordei com o meu telemóvel a tocar era a Angela.
Inicio da chamada:
Eu – tou
Angela – tou, desculpa ter-te acordado xD
Eu – não faz mal. Mas passou-se alguma coisa para me ligares a esta hora?
Angela – não, não se passou nada. Olha queres vir à praia? É que tá um dia tão bonito! XD
Eu – mas isso pergunta-se! Dá-me 10 min. Eu vou já ter a tua casa!
Angela – ok! Xau
Vesti o bikini azul, os mini-calções de ganga e o top azul. Peguei no saco da praia e fui para casa da Angela. Ela veio abrir a porta tava com um bikini roxo e um vestido branco.
Angela – oi desculpa mas ainda tenho de fazer a mala da praia.
Eu – és sempre a mesma coisa (risos) vá eu ajudo-te
Acabamos de arrumar o saco dela e eu recebo uma mensagem do Tom
Mensagem
Oi! Bom dia!
É para veres que eu não me esqueci de ti vais fazer alguma coisa hoje?
Responde
Bjs Tom
Fim do sms
Mandei-lhe um sms de volta a dizer para ele e o Bill irem ter com nosco à praia. Eu e a Angela fomos para a praia e enquanto esperávamos que os rapazes viessem posemo-nos a contar as cenas que tinham acontecido na festa.
Entretanto em casa dos Kaulitz
Tom – Bill despacha-te vamos à praia com a Rose e a Angela.
Bill – tá bom eu tou mesmo a ir!
Tom – oh Bill! Nós vamos à praia não vamos para uma sessão de modelos elas tão à nossa espera scheisse!!!!
Bill – tá bom, Tá bom já tou pronto bora!
Saíram de casa e foram ter com nosco à praia cumprimentaram-nos o Tom com dois beijinhos na cara da Angela e um no canto da minha boca (para me provocar) e o Bill deu-me dois beijinhos e um na boca da Angela (obvio)
Eu – bem agora vocês já chegaram tão eu vou para a água vêem?
Angela – sim eu vou!
Nos tiramos a roupa e ficamos de bikini o Tom e o Bill t’avam com cara de parvos a olhar para nós.
Eu – vocês vão ficar ai o dia todo a olhar ou vêem com nosco à água?!
Tom, Bill (como que acaba de acordar) – sim nós vamos com vocês!
E fomos todos para a água quando eu me levantei-me da toalha o Tom teve a brilhante ideia de me pegar ao colo e atirar-me à água que como de costume tava fria.
Eu – TOM KAULITZ EU VOU MATAR-TE!!!!!!!!!
A Angela e o Bill só se riam enquanto eu andava feita maluca a traz do tom     
Quando de repente ele decide parar de correr e virar-se para mim, e eu como não consegui travar a tempo e caí em cima dele
Tom – t’âo agora já não me queres matar? (disse com um ar maroto)
Eu (pensei) -se ele continuar a olhar assim para mim é desta que não resisto. Oh vá lá se um bocadinho mazinha com o rapaz. OMG agora pôs se a mecher no pircing ai que me vai dar uma coisinha má)
Eu – para com isso!
Tom – --‘ paro com o que? (fez um olhar sedutor)
Eu – Paras de olhar assim para mim e de brincares com esse pircing se não eu ainda cometo uma loucura!
Sai de cima dele e fui ter com o Bill e a Angela deixando o Tom a falar sozinho.
Bill – tão já desististe de tentar matar o meu irmão? (sem parar de rir)
Eu – ah! Ah! Ah! (irónica) não, não desisti eu daqui a bocado já me vingo! (olhar maquiavélico) mas por enquanto…
Pus-me a atirar água ao Bill e a Angela nós parecíamos três putos de 5 anos a brincar com a água sim três porque o Tom depois de eu o ter deixado a falar sozinho tinha amuado e ido para a toalha.
Bill – bem isto aqui tá muito animado mas eu acho que vou para a toalha fazer companhia ao Tom antes que me nasçam guelras. (risos)
Eu/Angela – LOL!!!
Ele foi
Angela – ai que aquele Bill tem cá um corpinho! (a babar-se)
Eu – O.O vê-se mesmo que ainda não olhaste para o do Tom! (mordi o lábio)
Angela – o Bill faz mais o meu género.
Eu – --‘ mas isso é óbvio se ele não o fizesse tu não andavas com ele (revirei os olhos)
Nós ainda ficamos a nadar as duas um bocado mas depois decidimos ir para a toalha porque tavamos a ficar com frio. O Tom e o Bill tavam os dois virados de barriga para baixo deitados nas toalhas eu fiz sinal à Angela para que não fizesse barulho
Eu (pensei) – é agora que me vou vingar! =P
Deitei-me em cima do TOM ele tava mesmo quentinho (não admira este tempo todo ao sol - -‘) soube tão bem que não me apetecia nada sair dai
Tom – AHHHHHHHH!!!!!!!!! TAS GELADA!!!!!!!! (gritou o Tom quando me deitei em cima dele) vá agora já tamos quites já podes sair de cima de mim tas super fria!
Eu – não saio! (agarro-me a ele) tenho frio e tu tas super quentinho.
Tom – isso tudo só para me agarrares.
Eu – es mesmo convencido! (rebolei para a minha toalha que estava mesmo ao lado da dele.
O tom virou-se de lado para mim agarrou-me na cintura e puxou-me para ele.
Tom – sou convencido mas tu gostas! (olhou para mim de uma maneira que me derreti toda)
Eu – se tu o dizes (pensei - provocas já vais ver o que te saí na rifa)
Brinquei um bocado com a minha língua no pircing dele, ele olhava para mim com um olhar maroto eu levanto-me e o Tom fica tipo”tão não a mais!?”
Eu – bom quem quer vir comer um gelado?
Angela – eu!
Bill – eu também!
Reparei que o Tom não respondia, tava a olhar para mim com cara de cachorrinho abandonado fui ver o que é que ele queria (apesar de já saber o que era)
Eu – tão Tominho o que se passa?
Tom – até parece que não sabes (revirou os olhos)
Eu – se tu não disseres ai é que nunca vou saber. (fiz-me de desentendida)
Tom – tu sabes muito bem o que eu quero escusas de tar com joguinhos.
Levantou-se e beijou-me. Ai! nós já nos tinha-mos beijado antes mas não assim aquele beijo foi perfeito aquele pircing não podia tar ali melhor quando ele parou fiquei a olha-lo nos olhos.
Eu (pensei) – tão já acabou eu queria mais! Este gajo mata-me!!!!
Bill – bom vocês vêem comer um gelado com nosco ou vão ficar ai no marmelanso?
Eu/ tom – tamos a ir!
Chega-mos a banca dos gelados e pedimos uma taça de gelado com 12 sabores (ideia dos Kaulitz)
Bill – tão quais vão ser os sabores.
Eu – chocolate!
Angela – Morango!
Tom – Banana!
Bill – laranja!
Eu – iogurte, pistacho!
Angela – baunilha, ananás!
Tom – café, gomas!
Bill – bolacha, caramelo!
Lá pedimos a taça de gelado gigantesca, fomos nos sentar passado um bocado lá aparece o empregado com uma taça de gelado de chocolate, morango, banana, laranja, iogurte, pistacho, baunilha, ananás, café, gomas, bolacha e caramelo. Começamos a comer e a Angela desastrada como sempre sem querer começa uma guerra de gelado era gelado por todos os lados nós só riamos.
Tom – bom visto que já não à mais gelado devido à guerra é melhor nós irmos masé ao banho para tirar-mos os restos de gelado de cima!
Fomos todos ao banho quando saímos de dentro de água reparo que tenho uma mensagem da Hikaro.
Sms
Rose vem para casa tens uma surpresa aqui!
Küss
Hikaro
Fim do sms
Eu – bom já ta a ficar tarde vou masé para casa.
Tom – já!? Ok! Eu levo-te a casa.
Angela – sendo assim também vou andando.
Bill – e eu não vou ficar aqui a fazer nada! eu levo-te a casa Angela.
Voltei a vestir os mini calções e o top por cima do bikini. o Tom levou-me a casa. Tava à porta de minha casa quando reparei que não tinha trazido as chaves, então bato à porta e nem acredito quem ma vem abrir…

sinto-me: radiante
oiço: nenhuma


.mais sobre nós
.pesquisar
 
.Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. cap 5 depois de uma noite

. será que o tom é mesmo as...

. cap 4 depois de uma noite

. cap 3 depois de uma noite

. depois de uma noite cap2

. cap 1 depois de uma noite

. inicio fanfic.

. obrigada

. cap39- fim

. capº38

.arquivos

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO
.subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub